terça-feira, 27 de junho de 2017

Os Meus Livros de Colorir para Adultos e Materiais de Pintura - My Adult Colouring Books and Art Supplies



Nesta minha postagem não podia deixar de fazer referência às minhas primeiras caixas de lápis de cor. Foi assim que tudo começou.
 Embora com apenas 3 anos já fizesse uns rabiscos, esse jeito aprimorou-se um pouquinho quando, na 1ª classe, o meu pai me ofereceu a uma caixa de 12 lápis de cor grandes (era assim que lhes chamava) da Caran D'ache. 
Na época eram um luxo. Recordo que era constantemente rodeada pelas colegas, que ficavam fascinadas pelas cores e caixa, a qual, diga-se de passagem é bastante bonita. Até a Professora me pediu os lápis emprestados! Fiquei toda orgulhosa!
Mais tarde, já com os meus 12 anos, e porque comecei a perceber que as cores podiam variar imenso nas suas tonalidades, pedi aos meus pais que, pelo Natal, me oferecessem uma embalagem de 24 lápis da mesma marca. Recordo como se fosse hoje, que um dos meus grandes objetivos, era tão simplesmente, ter um lápis cor-de-rosa e outro verde musgo. Antigamente os pedidos de prendas ao Pai Natal, eram tão singelos.O pedido foi aceite, mas...apesar das deambulações do meu pai pelas inúmeras papelarias da Baixa lisboeta de então, não conseguiu encontrar a tão almejada caixa de 24 unidades da Caran D'ache. A razão prendia-se com uma época conturbada politicamente (1975/1976) e na quase inexistência de importações de bens considerados de luxo, sendo que era impensável conseguir aqueles lápis.
Foi então, que um dos empregados da Papelaria Fernandes aconselhou a compra de uma outra caixa de 24, de marca também de qualidade, a Staedtler. 
Escusado será dizer que foram muito bem-vindos! Foram horas e horas de felicidade com aquelas lindas tonalidades. Sentia-me rica, e tinha um cuidado extremo para não os deixar cair, e correr o risco de partir a mina.

O tempo correu ligeiro, e nunca deixei de lado os desenhos/pinturas. Convém no entanto salientar que, entre  as primeiras duas fotos e as seguintes, medeiam nada mais, nada menos, do que 50 anos!


Na foto acima está a minha última aquisição, uma reedição comemorativa da Caran D'ache, com reprodução de caixa de 1931,altura em que esta marca colocou no mercado os primeiros lápis de cor aguareláveis. Neste caso são 30 unidades. Imaginem se quando, com os meus 6 anitos poderia imaginar-me com 30 lápis grandes!!
Seguem-se as fotos com o material que uso para todos os meus rabiscos, seja desenho, aguarela,ou guache. Não incluí aqui as tintas de óleo, acrílicos,ou pastéis. Esses ficarão para uma outra postagem.
Como poderão verificar, até hoje continuo fiel à Caran D'ache, que considero o melhor material de pintura existente no mercado, embora nos últimos tempos tenha descoberto outra marca, a Derwent, com origem no Reino Unido e que se me afigura quase tão boa quanto a primeira.
Os preços de ambas são bastante elevados, mas compensa a qualidade obtida. 
  

No entanto, podem adquirir-se no mercado alguns materiais de pintura acessíveis e com qualidade. Na foto abaixo encontrarão alguns desses.





Com todo este meu gosto pelas artes,acabei por aderir a uma das últimas modas neste campo, os livros de colorir para adultos. Sou fã, não para como dizem descontrair, mas tão somente para dar corpo a alguns desses desenhos que são verdadeiras obras-primas.

Seguem-se alguns dos que já possuo. Posso ainda dar-vos como conselho que, em vez de  adquirirem esses mesmo livros a preços por vezes exorbitantes,podem tentar comprá-los em 2ª mão. Tenho vários  e chegam-me em perfeitas condições, alguns até sem sequer terem sido utilizados.

Sites como Awesomebooks,  www.awesomebooks.com  ou a BetterWorldBooks.com, não são de desprezar se quiserem fazer umas compras neste ou noutros campos. Livros que custam cerca de 12 €, chegam a ficar por 2,95€...










Depois é colorir as imagens ao gosto de cada um. Deixo-vos alguns dos que pintei,embora advirta que não sou nenhuma expert na matéria...












E neste capítulo, não quero deixar de referir a agora também tão em moda, Art Journal, na qual estou também a dar os primeiros passos. De referir que, neste caso, podem fazer os vossos próprios álbuns, ou adquiri-los em grandes superfícies, preferencialmente desde que tenham papel de espessura média, do tipo 180gr.

Aqui ficam aqueles que fiz de meros blocos de desenho ou cadernos personalizados e algumas das páginas concluídas. Este é um tipo de arte muito personalizada,que envolve técnicas como a colagem, pintura em aguarela, acrílico,sobreposição de camadas, etc. 












Desejo que se divirtam nos vossos tempos livres!




2 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada Sónia!

      Realmente, o tempo voa-nos das mãos! Parece-me ter sido ontem que recebi aquela caixinha de 12 lápis Caran D'ache...
      Como sabes,tenho um gostinho especial por todo este mundo das tintas, lápis e pincéis.Creio que, se tivesse nascido noutro país, teria feito desta área a minha vida vida profissional. Mas, as coisas são como são, e limito-me a fazer os meus rabiscos nos tempos livres.

      Beijinho

      Alexandra Roldão

      Eliminar